Dog walker e cachorro grande em apartamento

Cães se adaptam muito bem a diferentes locais. É só ver a história de evolução da espécie para ver – estão com a gente há tanto tempo, exatamente por que se adaptam muito bem. É por isso que hospedá-los na casa de alguém quando for viajar não é um problema tão grande para ele. O Dog Walker se torna um grande aliado nesta questão, fazendo passeios educativos e gastando a energia acumulada do cão.
O ponto mais importante para garantir o sucesso será o exercício físico. O cão irá precisar de muito exercício, para compensar. E, claro, planejamento e dedicação da família humana. O cão poderá viver muito feliz se alguns cuidados forem tomados.
dog-walker-faz-passeios-educativos-com-cachorro-que-mora-em-apartamento

Cães que moram em apartamento precisam de exercícios físicos diários

Rotina e Previsibilidade:

São criaturas de hábito!
Necessitam de:
  • Horário para alimentação, passeios, brincar em casa, ficar sozinho
  • Local para dormir, fazer as necessidades
  • Regras da casa: pode subir no sofá, na cama, quais locais são proibidos e permitidos

Estimulação Mental e Física:

É preciso estimular fisicamente o seu cão. Caminhadas, para um cachorro saudável e não idoso, no mínimo 1 hora por dia. Se não puder você mesmo, contrate um dog walker profissional (Pet Anjo). Se for possível, também fazer agility, natação, corrida, brincar com outros cães conhecidos da região em um cachorródromo ou parque de cachorros, ou outros esportes para gastar ainda mais energia. A quantidade ideal de exercício varia para cada indivíduo. Mas em geral, para cães grandes, no mínimo 1 hora de caminhada! Isso vai garantir que ele não destrua a casa.
dog-walker-passeia-com-cachorro-grande-que-vive-em-apartamento-pequeno

Dog Walker profissional irá ajudar o cão que mora em apartamento com passeios educativos

Os cães também precisam de estímulos mentais. Como, por exemplo, brincadeiras que mantêm o cão ativo por bastante tempo, brinquedos que façam o cão pensar, ativar os instintos:
– Esconder petiscos pela casa, dentro de caixas, brinquedos recheados que tem que lamber ou mexer para cair os petiscos/alimento, quebra cabeças;
– Brinquedos para roer, morder;
– Caixas de papelão;
– Sons;
– Brinquedos que fazem barulho, se mexem…
Sempre aproveitar o momento das refeições para estimular mentalmente, fazer o animal “caçar” o alimento.
– Usar criatividade para explorar os comportamentos naturais da espécie.
 dog-walker-de-confiança-passeando-com-cachorros

 “Decoração” da Casa:

– Piso: não ser muito escorregadio – cães médios e grandes têm mais chance de ter problemas articulares, como displasia coxo femoral. Piso com tapetes ou pelo menos escorregadios nas áreas que o animal mais fica.
– Criar um cantinho do cão: local que pode ficar mais “bagunçado” e onde estão os seus brinquedos. Como eles dormem de 12 a 14 horas por dia, geralmente a noite e quando estão sozinhos, é importante ter algumas camas pela casa, para poder escolher onde quer dormir. Apartamento adaptado para o animal.
– Regras da casa: locais que pode subir, acessar, e os que não pode. E, claro, seria melhor se ele pudesse acessar, usar, sim o sofá, cama, etc, para compensar o espaço pequeno.
– Necessidades no tapete higiênico/jornal – escolha o melhor local, e mantenha sempre limpo – fazendo a troca todos os dias.
dog-walker-passeia-com-cachorro-grande-que-vive-em-apartamento
– Cuidado com vidro, cerâmica – o cão pode se machucar/quebrar –  basta balançar um pouco a cauda de alegria/euforia, e já quebra um vaso de vidro. Também, é importante esconder bem o que não pode quebrar. Mesmo coisas guardadas em locais altos. Eles são bem espertos e podem alcançar.
– Se for filhote, começar com móveis mais antigos, que tudo bem estragarem, morderem ou (marcarem território) fazerem xixi.
– Produtos spray ou difusor com cheirinho podem ajudar as pessoas que se incomodam com o cheiro. E não é bom dar banho toda semana.
– Aspirador robô também ajuda para as raças que têm pelos longos ou que caem mais pelos. Escovar todos os dias também!

Ótima maneira de fazer amizades na vizinhança: encontrinho para os cachorros brincarem! 😉

dog-walker-passeia-com-cachorro-grande-que-vive-em-apartaento

Estimule seu cão a interagir com outros pets

**Se está se mudando e escolhendo apartamento, as dicas são:
REGIÃO: locais que tenham por perto parques, praças, grama, região amigável com outros pets
PRÉDIO: quais são as regras do prédio? Alguns prédios exigem que, por exemplo, você carregue no colo no elevador e que não pode sair pela porta principal.
O APARTAMENTO É ALUGADO? SEJA PRÓ-ATIVO! VÁ PREPARADO:
– mostre para o proprietário os cuidados com o seu peludo: carteirinha de vacinação e vermifugação em dia, coleira e guia, focinheira, comportamento educado e calmo (treinando e sob controle).
Comente com Facebook