Como saber quem é um Cat-Lover

Cat lover

COMO SABER QUEM É CAT-LOVER

Outro dia estava na fila do mercado e uma senhora atrás de mim, como um sorrisão no rosto, disse “dá pra perceber que você tem gatos!”. Abriu ainda mais o sorriso e desviou o olhar para minha calça preta, como que informando onde estava a “prova do crime”. Minha calça preta, quase branca por causa dos pelos da Isis e da Boneca, duas gatinhas da minha mãe.

É, a gente se reconhece mesmo através dos pelos nas roupas, né? Às vezes encontro pelos dos animais nos lugares mais inusitados! No copo de água da mesa de cabeceira, nas minhas lentes de contato… Eu geralmente nem me importo com isso, e a troca de pelos é algo normal. Alguns cuidados, porém, são muito importantes já que podem ser ótimos indicadores de doenças, e a escovação dos gatos deve ser algo quase religioso! Na Pet Anjo, por exemplo, em cada pet Sitter que fazemos, escovamos os pelos dos Gatinhos, pra garantir um cuidado 100%.

Aí vão algumas dicas sobre os pelos dos gatinhos!

1. Aceite que a troca de pelos é algo normal para os gatos. Os pelos crescem uma velocidade padrão, caem e são substituídos por novos pelos, por isso os gatos não precisam de tosas regulares, como muitas raças de cães.

2. Estresse, parasitas como pulgas e algumas doenças podem fazer com que os gatos troquem mais o pelo. Inclusive, em doenças que afetam o organismo como um todo, como diabetes, hipertiroidismo e insuficiência renal, uma das primeiras mudanças é exatamente a queda do pelo, que é afetado antes.

3. Se o animal não consegue se lavar normalmente, ele terá alterações no pelo. Um gato obeso ou com problemas articulares é que causam dor, podem ter dificuldades em se cuidar, podendo levar à alterações na pelagem e na pele.

4. Alergias alimentares também podem afetar a pelagem. Coceira, perda de pelo e excesso de “lavagem” são comuns nesses casos.

5. Alimentação saudável e água em boa quantidade podem evitar problemas. Gatos malnutridos e desidratados podem ter pelagem mais oleosa, “caspinhas”, mais perda de peso. Afinal, a pele é o maior órgão do corpo!

6. Para alguns gatos, o carinho é suficiente para retirar os pelos
soltos. Uma dica é pingar uma gotinha de água na palma da sua mão e fazer carinho, isso ajuda o pelo a grudar na sua mão e sair com mais facilidade.

7. Escovar todos os dias é o segredo para os gatos não perderem tanto pelo, não termos tantos pelos pela casa e para evitar problemas de bolas pelo (pois irão ingerir menos pelos). Estima-se que os gatos passam 10 horas durante um dia, se lavando!

8. É importante escolher a escova certa. Para gatos de pelos longos e com muitos “pelos aresta”, aqueles pelos macios tipo os da barriguinha (persas e muitos gatos de pelo longo têm esses pelos em abundância, não só na barriga), escove todos os dias com escova de metal, com dentes longos que vão até a pele. Escove na direção do pelo, e tome bastante cuidado com a pele, que é muito sensível. Com isso evita-se nós especialmente em baixo das perninhas e na barriga. Gatos de pelo curto podem ser escovados com uma escova ou pente de dentes curtos, ou uma escova de borracha.

9. Seu aspirador de pó é seu melhor amigo. Se tem alergia, use todos os dias. E lembre-se que a alergia não é ao pelo, mas às proteínas dos pedacinhos de “pele morta”.

10. Crie o “cantinho da escovação”. Para isso sempre escove o animal no mesmo local, inclusive com um mesmo paninho ou tapetando embaixo (que ajudam na limpeza do local), criando uma estação de escovação, confortável tanto para o pet quanto para você. Com o tempo, o próprio animal poderá te pedir para ser escovado, simplesmente indo para o local e chamando sua atenção lá. Demais melhorar a comunicação com seu pequeno, né?

11. Para tirar os pelos de suas roupas. Use um rolinha de adesivo ou, melhor ainda, luvas plásticas (aquelas mais grossas de limpeza). E uma dica para não espalhar os pelos para todas as suas roupas, especialmente as pretas, é sempre tirar os pelos antes de colocar as roupas para lavar na máquina!

12. Cuidado extra com os mais debilitados. Se o gatinho é magrinho, está velhinho com ossos salientes, use uma escova com dentes flexíveis e protegidos/macios.

13. Aproveite para observar o animal. Enquanto escova procure por sinais como: exoparasitas (pulgas), tumores, infecções, alergias, inflamação e perda de pelo.

E vocês, catlovers, o que fazem com seus pequenos? Mais dicas? Quero saber de vocês!

Um beijo a todos,
Carol


Temos uma equipe pronta para te ajudar, nos conte mais sobre o seu pet 🐶🐱

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone

 Dog Walker (Passeio) Pet Sitter (Visita) Hospedagem familiar

Nos conte mais sobre seu peludo

Comente com Facebook
0 Comments

Leave a Comment