Uma das melhores coisas sobre compartilhar sua vida com um cachorro é…compartilhar sua vida com o seu cachorro comportado em locais públicos! Nós amantes de cachorros sempre vamos procurar um jeitinho de encaixar nosso melhor amigo em nossas atividades: playground para as crianças? Só se o Thor puder entrar e brincar junto. Descer as correntezas de barco? Nem pensar, vamos fazer uma trilha com o nosso cachorro (aliás, se você morar ou for viajar para Florianópolis ou Porto Alegre e estiver pensando em fazer uns programas e nem pensa em deixar o seu melhor amigo de fora, nós temos três artigos aqui no blog com uma lista sobre os melhores lugares e melhores atividades para você fazer com seu pet. Quer dar uma conferida? Clique aqui e aqui para ler sobre Florianópolis e aqui para Porto Alegre!).

Nós aplaudimos aqueles que tentam incluir o seu cachorro no maior número de atividades possível, mas, ao mesmo tempo, nós ficamos bem tristes quando vemos pessoas na rua deixando seus pets se comportarem mal. A medida que isso acontece, mais e mais estabelecimentos públicos vão proibindo a entrada e circulação de animais – mesmo que seja um cachorro comportado. Teve um tempo no qual nossa sociedade foi muito mais tolerante quanto a “cachorros serem cachorros”. Cachorros geralmente latem para o que os causa estranheza, pulam em quem eles gostam e fazem

Um cachorro comportado em público deve sempre permanecer calmo e relaxado. E é sua função ensiná-lo a ser assim.

Um cachorro comportado em público deve sempre permanecer calmo e relaxado. E é sua função ensiná-lo a ser assim.

xixi e cocô quando e onde sentirem vontade; esses comportamentos são perfeitamente normais dos cachorros – mas não são comportamentos aceitos no meio social humano. A nossa cultura de sermos sensíveis aos comportamentos normais dos cachorros (isso sem contar quando o cachorro é ansioso, medroso ou agressivo), torna essa situação de levar o seu pet em público muito mais tensa. Quanto mais cheio, quente e barulhento o ambiente for, mais sólido e forte deve ser o comportamento do cachorro.

Ter esse comportamento sólido começa, claro, com um treinamento de boas maneiras básicas (alguns chamam de “obediência”, mas nós preferimos “boas maneiras” por levarmos em conta que o cachorro tem sua própria vontade e rapidez para o aprendizado ao invés de firmar uma imagem de autoridade sobre o pet – compreensão em 1º lugar!). Um cachorro pode aprender a ter boas maneiras somente tendo influência de seu tutor, mas para resultados melhores ainda nós recomendamos que você leve o seu cachorro em uma aula em grupo (sempre usando métodos positivos hein!). Treinamento em grupo, além de ser um guia e te ajudar a trabalhar junto com o seu cachorro, dá a oportunidade do seu cão aprender e praticar em um ambiente com distrações… Ah, e ainda é uma ótima oportunidade para uma socialização entre tutores e pets.

Alguns treinadores oferecem aulas extras e especializadas para te ajudar a aplicar os ensinamentos nas situações em púbico, incluindo sessões em lugares bem movimentados e estressantes. Essas sessões podem ser chamadas de “aulas da vida real” que têm como objetivo ensinar o seu cachorro a permanecer comportado e calmo com todo o estresse da cidade (carrinhos de bebê, skates, sorveteiros, carteiros, buzinas, bolas de futebol…).

Um cachorro comportado em público deve:

Andar sem puxar a coleira:

Para esse tópico, você deve ensinar o seu cachorro a andar calmamente na coleira, primeiro em locais mais reservados e calmos, depois ir avançando para lugares mais movimentados até que ele prove estar pronto para lidar com todos os ambientais possíveis. Ele deve passar por outras pessoas e outros cachorros sem ficar estressado ou tentar pular neles, além de conseguir manter a calma na hora de atravessar a rua ou de olhar uma vitrine.

Se o seu cachorro não conseguir andar sem puxar a guia, procure ajuda de um treinador ou passeador Toluca Lake, Aug 21 2010 Hillary Duff takes her dogs for a late afternoon stroll around the neighborhood. While holding the smaller of the two in her hands, Hillary is left fighting with her other dog when she suddenly began barking and pulling Hillary toward the street. Hillary made a few nervous faces before finally gaining control of her pooch and continuing home. (GSIM)

Se o seu cachorro não conseguir andar sem puxar a guia, procure ajuda de um treinador ou passeador

você já perguntou ao passeador do seu cachorro se ele puxa a coleira durante o passeio? Essa informação é muito útil para poder ter um cachorro comportado em público. Agora, você ainda não pensou em ter um passeador para o seu cachorro? Bom, um passeador ajuda a combater diversos problemas comportamentais e ainda melhora a saúde dos pets. Quer saber mais sobre as vantagens de ter um dog walker para o seu cachorro? Clique aqui para conferir todos os diferenciais do nosso serviço de passeadores e o porque ele uma grande ajuda para tutores com pets com problemas comportamentais

Cumprimentar educadamente:

Ainda bem que ainda existem pet lovers no mundo, não é mesmo? Essas pessoas, provavelmente, irão querer interagir com o seu cachorro. Para o bem delas e do seu pet, o seu cachorro deve ser

Ensine seu cachorro a ficar calmo quando alguém for cumprimentá-lo, assim ele fará muitos amigos!

Ensine seu cachorro a ficar calmo quando alguém for cumprimentá-lo, assim ele fará muitos amigos!

bem socializado e bem treinado para cumprimentá-las com segurança e educação. Ensine-o que um cachorro controlado pode fazer muitos amigos. Caso ele tentar pular nas pessoas, rsapidamente vire de costas e mostre um petisco (ah lembre-se de sempre carregar uns petiscos para casos como esse), com o passar do tempo, ele vai começar a procurar pelo petisco sempre que alguém o cumprimentar.

Sentar:

Sabe aquele café que você adora e que permite cachorros no deck? Caso você queria aproveitar uma tarde lá com o seu pet, você deve ter um cachorro que consiga ficar deitado ou sentado e relaxado ao seu lado.

Ter um cachorro comportado é mais simples do que você imagina!

Ter um cachorro comportado é mais simples do que você imagina!

Você pode usar um “senta” mais formal, ou um “quietinho” e sempre recompensá-lo com um petisco. Po que não tem nada pior do qua você ir a um restaurante e ter o seu cachorro implorando por comida, ou pior, chorando e subindo na mesa de outras pessoas para tentar pegar a comida. Atenção especial para esse tópico!

Vir “junto”:

Na maior parte do tempo que o seu cachorro estiver em público, ele estará na coleira. Mas quando você tiver acesso a uma área que pode soltar o seu cachorro ou caso ele fuja da coleira (ai que horror, não gostamos nem de pensar), você tem que conseguir chamá-lo de volta para perto de você. O segredo para esse tópico é nunca usar palavras que tenham tons de bronca para ele, sempre tons de brincadeiras e recompensas e sempre se manter firme, nada de gritos – nós entendemos que é uma situação complicada, mas procure manter a calma.

Soltar ou deixar quando mandado:

Independente de onde você estiver (seja no sítio, na rua, num campo) o seu cachorro estará sujeito a todo tipo de tentação as quais você não quer que ele ceda, seja um pacote de salgadinho no lixo, uma bolinha de tênis que caiu perto dele por acidente ou uma criança que quer muito brincar, mas que pode acabar irritando-o. Por isso, um “solta” ou um “vamos!” bem firme e claro é a melhor saída para deixar o seu cachorro fora de confusões.

O seu cachorro pode pegar algo na rua ou de alguém. Isso é perigoso!

O seu cachorro pode pegar algo na rua ou de alguém. Isso é perigoso!

Trocar uma coisa ruim por petisco:

Para aquelas horas que o “solta” não funcionou, oferecer um petisco em troca de o seu cachorro soltar o objeto pode ser muito útil. Ofereça o petisco e dê a ele assim que ele soltar aquilo que ele pegou, se ele insistir em não soltar, você pode fazer uma trilha de petiscos deliciosos no chão para ele seguir – nunca puxe o objeto da boca dele! Caso você esteja tendo problemas com esse tópico, nós temos um artigo aqui no blog justamente sobre esse assunto, será muito útil para você. Quer aprender ainda mais? Clique aqui e confira.)

Comente com Facebook