PESQUISA CIENTÍFICA DA UNIVERSIDADE DE DAVIS ESTUDOU A FREQUÊNCIA DE INFECÇÃO POR PARVOVÍRUS EM CÃES FILHOTES QUE PARTICIPARAM DE AULAS DE SOCIALIZAÇÃO DE FILHOTES.

Captura de Tela 2013-06-25 às 12.51.37

O estudo em questão, publicado no início de 2013 por pesquisadores da Universidade da Califórnia, Davis, abordou exatamente este tema e indicou que, a partir do experimento efetuado, cães filhotes vacinados para a parvovirose canina que participaram de aulas de socialização, não apresentaram maior risco para infecção com o vírus parvovírus do que os filhotes que não participaram destas aulas. Porém, qualquer estudo científico é um recorte que precisa ser analisado criticamente e em conjunto com outros estudos.

Segue o resumo do trabalho (original e traduzido):

Os objetivos deste estudo eram:

– determinar se filhotes de cães que participaram de aulas de socialização de filhotes e eram vacinados por um médico veterinário pelo menos uma vez apresentavam maior risco para infecção positiva pelo parvovírus canino comparado com filhotes de cães que não participaram de aulas,

– e para determinar a frequência de suspeita de infecção pelo parvovírus canino em filhotes vacinados pelo menos um vez que participaram de aulas com treinadores.

Vinte e uma clínicas em quatro cidades dos Estados Unidos forneceram informações relacionadas à demografia, vacinação, diagnóstico de parvovírus canino e presença em aula de socialização para filhotes com idade igual ou menor que 16 semanas de idade. Além disso, 24 treinadores nessas mesmas cidades coletaram as mesmas informações de filhotes que estavam presentes em suas aulas.

No total, 279 filhotes participaram aulas de socialização e nenhum deles apresentaram suspeita ou diagnóstico positivo para infecção por parvovírus canino.

Os resultados indicaram que filhotes vacinados que participaram de aulas de socialização não apresentaram maior risco de infecção por parvovírus canino do que filhotes vacinados que não participaram destas aulas.

O experimento em questão foi finalizado no início deste ano (2013) pelos seguintes pesquisadores da Escola de Medicina Veterinária da Universidade de Davis, na Califórnia:  Meredith E. Stepita, Melissa J. Bain, Philip H. Kass, e foi publicado na revista científica Journal of the American Animal Hospital Association.

“The objectives of this study were to determine if puppies that attended puppy socialization classes and were vaccinated by a veterinarian at least once were at an increased risk of confirmed canine parvovirus (CPV) infection compared with puppies that did not attend classes and to determine the frequency of suspected CPV infection in puppies vaccinated at least once that attended classes with trainers. Twenty-one clinics in four cities in the United States provided information regarding demographics, vaccination, CPV diagnosis, and class attendance for puppies ≤ 16 wk of age. In addition, 24 trainers in those same cities collected similar information on puppies that attended their classes. In total, 279 puppies attended socialization classes and none were suspected of or diagnosed with CPV infection. Results indicated that vaccinated puppies attending socialization classes were at no greater risk of CPV infection than vaccinated puppies that did not attend those classes.”

Texto escrito pela médica veterinária Carolina Rocha. Direitos reservados.

***Ressaltamos que esta página é dedicada a divulgar informações sobre saúde mental e bem estar animal a profissionais e público leigo. As informações nela oferecidas não são um substituto da avaliação de um médico veterinário especializado em comportamento animal. Somente o médico veterinário qualificado é quem pode fazer um diagnóstico correto do problema do seu companheiro animal, prescrever um tratamento, efetuar o acompanhamento do caso e prognóstico. Se você tem dúvidas quanto a condição de saúde do seu animal, consulte um médico veterinário. Evite o “autodiagnóstico” e a “automedicação”.

***A Medicina Veterinária é uma área do conhecimento em constante avanço, embora busquemos pesquisas atualizadas, você deve sempre conversar com um Médico Veterinário.


Temos uma equipe pronta para te ajudar, nos conte mais sobre o seu pet 🐶🐱

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone

 Dog Walker (Passeio) Pet Sitter (Visita) Hospedagem familiar

Nos conte mais sobre seu peludo

Comente com Facebook
0 Comments

Leave a Comment