10 Perguntas que você deve fazer antes de contratar um passeador de cachorro.

Passear com um cachorro não é a mesma coisa que fazer um simples passeio sozinho. Para prevenir que situações indesejadas aconteçam, é necessário que o passeador seja um profissional treinado, que seja disciplinado e esteja sempre atento. Como confiar em qualquer “passeador” sem uma certificação para cuidar dos nossos amigo de 4 patas?

De acordo com Erin Taylor, dona da Pawsitive Connection Dog Training & Services, o número de passeadores treinados e certificados tem crescido rapidamente nos últimos 10 anos. O que as pessoas não se dão conta é que qualquer pessoa pode se dizer passeador de cachorro por simplesmente amá-los. Claro que amá-los é importante mas não é o suficiente. Falta conhecimentos mínimos para poder ser um passeador.

passeador de cachorro onde encontrar

Por isso, hoje vamos falar sobre 10 perguntas que você deve fazer para encontrar o passeador perfeito para seu cachorro.

Qual é o preço de um passeador de cachorro?

O preço de um passeador profissional varia conforme a localização e o serviço que pode ser individual ou em grupos. O valor pode até parecer caro, mas é um investimento que vale a pena, um passeador experiente pode evitar problemas de comportamento que sairiam mais caros no futuro.

Vale lembrar que ao contratar um passeador estamos confiando a ele a segurança e até a vida de nossos cães.

O Dog Walking Academy, nos EUA, é um curso profissional certificado para passeadores de cães e ministrado por Taylor da Dog*Tec, . Ela tem treinado cães a mais de 10 anos e sua atual companhia, a Pawsitive Connection, tem como foco a conexão entre pessoas e cachorros.

“Cachorros não podem contar verbalmente o que aconteceu no dia deles. Então depende de nós para saber se deu tudo certo e se eles estão felizes e seguros”.

Erin Taylor

Perguntas que você deve fazer a um eventual passeador:

Se você está pensando em contar com a ajuda de um profissional certificado para passear com seu cãozinho, fique atento à essas 10 questões:

1) Você é treinado?

Você é treinado em linguagem corporal, transportes e teoria de aprendizado dos cães?

Você quer que o seu passeador :

  • – Use métodos comprovados cientificamente;
  • – Previna brigas ao entender os sinais corporais dos cachorros;
  • – Saiba quais cães são compatíveis;
  • – Previna e resolva eventuais problemas;

2) Passeia sozinho ou acompanhado de outros passeadores?

Quanto mais cachorros em um grupo, maior a chance de conflitos, machucados, perda e distração. Sem mencionar que, em grupos, é quase impossível dar atenção individual para um cão.

Passear com um colega pode ser divertido, mas reduz a atenção. Mesmo que ambos sejam passeadores, sair junto combina dois grupos de cachorros diferentes, aumentando muito o risco.

Passeador de cachorrinhos

Para melhores resultados, o seu passeador deve passear somente com cachorros. Pelos mesmos motivos o uso de aparelhos que distraiam a pessoa devem ser desligados e não é recomendável o uso indiscriminado de celular.

3) Quem leva seu cachorro para passear?

A maioria das empresas de cachorro são pequenas e o próprio dono passeia com os cães. Mas se você considerar uma companhia maior, é importante saber como os funcionários são recrutados e qualificados.

4) Qual o porte dos cachorros que você caminha?

Os grupos para passeio devem ser formados por cães do mesmo porte. É muito simples acontecer problemas quando a diferença de tamanho entre os cachorros é muito grande. Para simplificar, não é aconselhável que um cachorro brinque com outro que pese menos de metade ou mais que o dobro de seu peso.

5) Quanto tempo de passeio?

Se o serviço envolve transporte, se certifique que o tempo oferecido é o tempo de passeio. O tempo de transporte não deve ser incluído.

Dog Walker

6) Quais os métodos e equipamentos você usa?

Associações renomadas de cuidados animais recomendam apenas treinamentos com bases positivas. O passeador tem que saber manter o grupo de cães sem o uso de choque, produtos que irritam o animal ou o uso de agressão. Os cães esperam se divertir com o passeio. Por exemplo, neste post explicamos os malefícios do uso do colar enforcador para adestramento/passeio.

7) Possui certificação e seguro?

Todo passeador que se diga “profissional” deve ter um certificado e um seguro. Por mais que o passeador seja um profissional certificado e com anos de experiência imprevistos e emergências sempre podem acontecer. Um seguro para arcar com as eventuais despesas e agilizar em casos de emergências veterinárias é fundamental.

8) Você tem um contrato profissional e referências?

É importante ter um contrato assinado que  estabeleça quais são as responsabilidades do passeador e do dono, para evitar conflitos futuros.

9) O que fazer em casos de emergência?

O que o passeador vai fazer se um cachorro passar mal? Se o passeio for em grupo, o que vai fazer com os outros cães se um membro do grupo se machucou e precisa de toda a atenção? E se o carro dele quebrar, um cachorro se perder ou algum imprevisto acontecer?

O seu passeador deve sempre carregar um manual com informações para casos de emergência e saber o caminho mais curto até uma clinica veterinária. Infelizmente, muitos passeadores não se fazem essas perguntas até que problemas ocorram. Esse é um dos diferenciais de um passeador certificado e treinado, ele está sempre preparado para essas situações.

10) Que tipo de carro você usa para transportar os cães?

O passeador nunca deve deixar o cachorro de qualquer jeito em um carro. Se acontecer algum problema, você quer ter certeza de que o seu melhor amigo está sendo transportado com a maior segurança possível. Você também quer saber se o veículo está fazendo as suas revisões, afim de diminuir as chances de problema com ele. No cenário ideal, os cachorros são separados no veículo para diminuir as chances de conflito durante o percurso.

Escolha o seu passeador com sabedoria e aproveite os benefícios e a tranquilidade de saber que seu amigo de patas está em boas mãos. O seu passeador deve fazer com que o dia do seu cachorro seja memorável e fazer com que o seu dia seja mais fácil.

Comente com Facebook