O parvovírus, ou comumente conhecido como parvovirose, é uma doença infecciosa grave que pode acometer os cães, além disso, a enfermidade pode levar o animal a óbito.  

Por isso, o tutor deve estar sempre atento, pois o primeiro sintoma é a diarreia com sangue, e a busca pelo tratamento precisa ser imediata. 

Continue a leitura e descubra tudo sobre a doença, incluindo sintomas, prevenção e tratamento. 

Dois cães de rua passeando juntos em um fim de tarde

O que é parvovirose? 

Sendo um vírus altamente contagioso, o parvovírus afeta o tracto intestinal e é conhecido por sua resistência a qualquer tipo de objeto ou superfície, como móveis, roupas, pisos e sapatos.

Como o cachorro pega a parvovirose? 

A parvovirose é transmitida pelo parvovírus. Quando o cão tem contato com fezes infectadas, ou até mesmo ao ter contato com objetos e animais contaminados, facilitando assim a entrada do vírus em seu organismo. 

Além disso, os cães podem ser acometidos pela doença em qualquer idade, mas é comum vermos em cachorros com menos de 1 ano de idade. Afinal, eles são mais frágeis e têm um sistema imunológico ainda em desenvolvimento. E, os vetores que carregam o vírus e transmitem a doença são os insetos e roedores.

Dois cães passeando com seus tutores em um parque

Parvovirose passa para humanos? 

Por ser altamente contagiosa, muitos tutores ficam em dúvida se a parvovirose é zoonose, ou seja, doença transmitida de animais para seres humanos ou vice-versa.

A resposta é não, a parvovirose canina não infecta humanos. No entanto, é necessário ter cuidados pois os humanos podem acabar levando a doença até o pet. Já que é possível levar o vírus em diversos tipos de objetos.  

Mulher segurando um filhote de Buldogue Francês

Quais são os sintomas da doença? 

O vírus que é altamente resistente em qualquer ambiente, e o período normal de incubação é de 7 a 14 dias antes do aparecimento dos sintomas.

Os diversos sintomas podem incluir:

Fezes com sangue; 

 Febre; 

 Vômito; 

 Apatia; 

 Prostração; 

 Falta de apetite; 

 Perda de peso. 

Parvoviru: cachorro com apatia

Contudo, se você identificar os sintomas acima no seu cachorro, leve-o imediatamente ao médico-veterinário. 

Parvovírus: como é o tratamento? 

Após o diagnóstico da doença, o cão será isolado e não poderá ter contato com outros animais.  

Depois disso, o foco principal será combater o parvovírus é impedir a desidratação, e isso é feito por meio de fluidoterapia. 

Para os casos de hipoglicemia, ou seja, alteração no nível de açúcar presente na circulação sanguínea, administra-se a dextrose, que é um tipo de açúcar produzido em laboratórios.  

Além disso, outros medicamentos são muito importantes no tratamento, e devem ser prescritos e acompanhados por um profissional, como os antibióticos, por exemplo.

Cachorro Border Collie sozinho

Como evitar a parvovirose? 

Assim como em diversas outras doenças, o tipo de prevenção mais indicado é a vacinação canina. 

E, embora existam vacinas para controlar a enfermidade, alguns cães, mesmo vacinados, não são totalmente imunes e podem contrair o parvovírus. O que quer dizer que a eficácia da vacina não é 100%. 

Além disso, é muito importante que o cão seja levado em consultas de rotina, e que tenha uma ótima imunidade. 


3 cachorros juntos da raça Pastor-de-shetland

E ai, gostou de saber tudo sobre a parvovirose? Então continue nos acompanhando para saber tudo sobre o ecossistema pet. 

Comente com Facebook