Outubro rosa pet é o mês para a conscientização do câncer de mama em cadelas e gatas. A doença que é um dos tumores que mais acometem as fêmeas quando não recebem os cuidados preventivos necessários para uma vida saudável.

Descubra tudo sobre a campanha e quais medidas preventivas tomar para evitar sua cadela ou gata seja acometida por essa doença.

Senhora de cabelos grisalhos segurando gatinha branca no colo

O que é o Outubro Rosa pet?

Assim como para as mulheres, outubro é o mês escolhido para a conscientização da prevenção do câncer de mama em cadelas e gatas, por isso chama-se Outubro Rosa Pet.

O câncer de mama é um tumor que acomete as glândulas mamárias de cães e gatos, e as medidas preventivas são importantíssimas para evitar a doença, assim como um diagnóstico precoce aumenta a chance de cura.

Diagnóstico dos tumores mamários em cadelas e gatas

Um dos principais sintomas é o aparecimento de um nódulo na região da glândula mamária do animal, que em alguns casos pode ser perceptível a olho nu ou pelo toque e ao deslizar a mão no corpo do animal.

Ou seja, ao encontrar um “caroço” na região mamária da cadela ou gata, por menor que seja, é obrigatório passar por uma visita ao médico-veterinário.

Isso porque será necessário analisar o nódulo para saber se é um tumor maligno ou benigno e isso exigirá exames específicos.

Gato preto do olho verde posando para a foto

Tratamento de câncer de mama em pets

Apenas um profissional especializado tem condições de indicar o tratamento mais assertivo com base nos resultados dos exames e condições de saúde do pet.

Geralmente, a intervenção cirúrgica é indicada para remover o tumor e a mama adjacente. Nesse caso, pode ser uma retirada parcial da mama, unilateral ou completa.

Em casos mais graves e quando as metástases são confirmadas, cabe ao médico- veterinário avaliar a necessidade de cirurgia e quimioterapia.

Outubro Rosa Pet: como prevenir o câncer de mama?

As medidas preventivas para o câncer de mama em cadelas e gatas estão fortemente atreladas a castração do animal.

Isso porque as pesquisas comprovam que fêmeas castradas têm menor chance de desenvolverem tumores cancerígenos nas glândulas mamárias, quando comparadas com fêmeas não castradas.

Mulher segurando duas cachorrinhas no colo em um fundo rosa

Além disso, existem outros inúmeros benefícios ao castrar cadelas e gatas, confira a seguir.

Benefícios da castração canina

– Evita gravidez indesejada, principalmente quando se tem um cachorro macho em casa;

– Previne contra piometra, que é uma infecção no útero;

– Impede gravidez psicológica e suas consequências como infecção das mamas;

– Evita que a fêmea fique no cio;

– Protege contra a transmissão de doenças geneticamente transmissíveis como epilepsia e displasia.

Benefícios da castração felina

– Reduz comportamento de cio;

– Diminui as chances de desenvolver doenças reprodutivas e previne o câncer de mama;

– Limita a transmissão de doenças infectocontagiosas, como por exemplo o vírus da imunodeficiência felina (FIV).

Além disso, gatos machos e fêmeas castrados tem o dobro de expectativa de vida, em relação aos não castrados. Sem contar que adotam um comportamento mais dócil com seus tutores.

Mulher segurando cachorro com um fundo rosa

Resumindo, a castração é muito importante para evitar o câncer de mama em pets e garante benefícios para o bem-estar do animal, bem como dos tutores.

Por outro lado, também existem outras medidas preventivas como: realizar palpação na região das mamas; proporcionar boa alimentação ao pet; levá-lo periodicamente ao médico-veterinário.

Com um diagnóstico precoce, há maior chance de cura e menor chance de metástase.

Outubro rosa é tempo de prevenção de combate ao câncer de mama em gatas e cadelas.

Comente com Facebook