Como escolher um cachorro para apartamento

O crescimento vertical das cidades é algo que vem se tornando cada vez mais comum no Brasil. Consequentemente, o número de famílias morando em apartamentos cresceu na mesma proporção. E aqueles que amam cães, assim como a gente, não abrem mão da companhia desses pequenos que trazem tanta alegria no nosso dia a dia.

Porém, ao mesmo tempo que pensamos em como eles vão trazer alegrias e bons momentos na nossa rotina, temos que pensar no bem estar deles também. Por isso, você deve levar em consideração alguns pontos antes de escolher um cachorro para apartamento. E nós vamos mostrar quais são eles pra você aqui:

1 – Tamanho de cachorro para apartamento

A primeira coisa que vem em mente quando se pensa em ter um cachorro morando em um apartamento é o tamanho do peludo, certo? Você é daqueles que sempre quis ter um Golden ou um Bernese, mas sempre morou em apartamento? E sempre ouviu as pessoas falando “cachorro grande em um apartamento? Que pecado!”Como escolher cachorro para apartamento

Bom, ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, essa não é uma regra que se aplica a TODOS os casos. Você pode sim ter um cão grande – e feliz – morando em um apartamento. Claro, com muito bom senso. Afinal, não faz muito sentido morar em um apartamento de 40m2 e ter um Dogue Alemão como companhia. O tamanho do cachorro e do seu apartamento são fatores importantes, porém, não decisivos.

Claro que tudo fica mais fácil se o tamanho da sua casa ou apartamento for proporcional ao tamanho do seu cachorro. Mas tudo vai depender da sua rotina e da qualidade de vida que você vai oferecer para seu novo companheiro. Se você tiver tempo e disposição para gastar a energia do seu dog, ele pode sim ser feliz, saudável e comportado em um apartamento.

Se você não tiver muito tempo disponível ou passar muito tempo fora de casa a trabalho, e mesmo assim não abrir mão de um dog (grande ou pequeno) na sua casa, pode contar com outras alternativas. Um Dog Walker ou um Pet Sitter, por exemplo, são ótimas saídas para você gastar a energia do seu dog enquanto estiver fora. E garantir que ele tenha um melhor comportamento dentro e fora de casa.melhor cachorro para apartamento

2 – Temperamento do Cachorro

Assim como os humanos, os cães são indivíduos. Ou seja, cada um tem suas características individuais. Algumas dessas características podem ser comuns à uma raça (ou mix de raças) específica.

2.1) Predisposição

Para entendermos melhor, vamos voltar alguns anos atrás, quando os cães exerciam suas atividades de ofício. Quando os fofos e inteligentíssimos Border Collies que hoje temos em casa eram cães de pastoreio, os Labradores eram cães que ajudavam os pescadores canadenses e os Dachshunds (salsichas) eram usados para entrar em tocas de texugos, lebres e coelhos para ajudar seus tutores nas caçadas.

Cada raça foi desenvolvida, através da seleção e cruzamento de cães com temperamentos e características físicas desejadas para ajudar seus donos em uma atividade específica, que em sua maioria, envolvia bastante esforço físico.

Labrador em sua atividade de ofício: Pesca

Labrador em sua atividade de ofício: Pesca

Hoje em dia não é muito comum vermos uma salsichinha entrando em tocas para caçar texugos ou lebres. A não ser que ele veja sua cama como uma toca e seu chinelo um texugo. Mesmo a maioria dos cães não exercendo suas “profissões” originais hoje em dia, as principais características (instintos de caça, pastoreio, etc) selecionadas no seu desenvolvimento se mantêm até hoje.

Por isso algumas raças são mais agitadas por natureza. Algumas dessas raças se adaptam melhor a uma nova rotina do que outras. Mas nem sempre essa adaptação é tão rápida quanto nós desejamos.

3 – Espaço Externo

Seu apartamento tem varanda ou algum espaço externo onde seu cachorro possa fazer suas necessidades e ter contato com ar livre? É importante que nossos peludos tenham contato com ambientes e estímulos diferentes. Quanto mais coisas diferentes seu dog conhecer e experimentar, mais inteligente e sociável ele será.

Por isso uma varanda, onde ele possa ter contato com plantas, ar livre é um ponto positivo para levar um dog para seu apartamento.cachorro na grama

4 – Vizinhos

Se você tiver vizinhos que não são muito fãs de cachorros ou que não são muito compreensíveis, você pode ter problemas. Quando um dog não é estimulado da maneira correta, ele desenvolve hábitos que deixa qualquer tutor frustrado. Todo e qualquer cachorro, independente de raça ou tamanho, deve ser estimulado física e mentalmente.

Assim seu comportamento será melhor tanto dentro de casa quanto durante os passeios. Vááários de nossos clientes fizeram depoimentos dizendo que depois de algumas semanas de passeio, o comportamento de seus cães melhorou MUITO dentro e fora de casa. Tornando a convivência e relação tutor-pet muito mais feliz e saudável.

Comente com Facebook