6 maneiras de ajudar um cachorro resgatado a se sentir em casa

holiday-dog-adoption
Você resgatou um cachorro? Parabéns, isso é um ato muito nobre e lindo. Agora… será que você sabe como treiná-lo e ajudá-lo a se sentir em casa? Esse post traz algumas maneiras de ajudar um cachorro resgatado a se sentir amado, bem cuidado e seguro no seu novo lar.
 

Ninguém é igual, ninguém passou pelas mesmas coisas na vida, e o mesmo acontece com os cachorros. Cada animal resgatado tem a sua própria história de vida, seus medos e seu tempo para aprender confiar novamente nas pessoas. Os mais sortudos são saudáveis ,​​e com sorte passaram pouco tempo no abrigo, já vêm com vacinas e um brinquedo favorito. Já outros que não têm a mesma sorte podem chegar sem nome, sujos, machucados e com uma série de problemas. Mas até mesmo esses que não tiveram tanta sorte podem ser acostumados a uma rotina feliz e segura, se você estiver disposto a ter a paciência, tempo e mais paciência (paciência é muito importante rs)… Não se esqueça que o pequeno foi resgatado da rua ou de um abrigo! Ele pode estar assustado, confuso e ansioso, portanto saiba controlar, lidar e responder a esses impulsos dele.

Aqui vão 6 dicas para que você faça com que ele não somente se sinta em casa, mas com que ele vire seu MAP (Melhor Amigo Peludo) e passe a respeitar, amar e, acima de tudo, confiar em você.

 

 

couple_with_dog

 

Faça com que ele entenda que você o resgatou por amor e que você irá cuidar dele. Em outras palavras, faça-o confiar em você!

Cachorros são os seres mais fiéis que existem, se você der amor e carinho, vai receber mais do que pode imaginar! Basta ter paciência, cabeça fria e muitos petiscos saudáveis e gostosos por perto. Os primeiros dias serão longos e parecerão impossíveis, mas serão também os mais especiais e fundamentais para a adaptação do seu novo amigo. O seu novo filho vai estar confuso e amedrontado com tudo que está acontecendo de novo em sua vida e com o que esperar de você, seu novo dono.

Siga essas 6 dicas e veja várias maneiras de ajudar um cachorro resgatado a ter uma adaptação mais calma e rápida do seu amigo, afinal, você o resgatou e agora tudo que você mais quer, é vê-lo saudável, feliz e protegido.


1 – Comece pelo básico:

Comece ensinando comandos básicos para o seu cachorro, como o “senta”. Esse primeiro contato ajuda a criar um vínculo tutor-cachorro, que vai ser fortalecido com o tempo.

Dica: Reforce o comportamento desejado com petiscos, assim ele associa que fez o movimento certo e ainda ganha uns petiscos saudáveis e muito gostosos (provavelmente ele não estava acostumado a isso no abrigo ou na rua).Sempre que ele sentar, dê um petisco e fale “muito bem”! Com o tempo vá utilizando um sinal com as mãos e a palavra “senta”.

dog sit


2- Seja paciente:

Que tal mudar um pouco? Ao invés de ir em direção do seu cachorro como sempre, que tal esperar um pouco e deixar que ele vá até você? Entenda que, apesar de ele ser seu agora e ser novo na sua casa, ele já pode ter uma ideia de algumas coisas, pode estar inseguro e pode pensar que vai machucá-lo, e cada cão tem sua personalidade. Ao longo do tempo, vocês vão se conhecendo e vendo as preferências um do outro, acredite. Permitir que seu cão gradativamente se aproxime de você em seus próprios termos e coragem, realmente ajuda a construir tijolo por tijolo, sua amizade com seu novo animal de estimação.

how-to-find-the-perfect-pet-sitter-53637c91175de

3- Seja consistente:

Cachorros podem entender as regras estabelecidas pelos humanos. Se você estipulou uma série de regras e seu amigo as entendeu, ótimo! Agora é hora de certificar-se de que cada pessoa que entrar na sua casa, seja para fica ou visitar, dê ao cão a mesma mensagem, reforçando positivamente as regras previamente estabelecidas. Regras ajudam cães a entenderem melhor a sua nova casa e família e a construir confiança. Um cão que descobriu as regras pode relaxar.

Mas lembre-se: o conceito de ser líder é muito diferente do antigo conceito de chefe. O líder é calmo, dá o exemplo e nunca, nunca confronta! A palavra dominância, que incentivava erroneamente os tutores a serem rígidos, darem puxões, usarem enforcadores e etc, hoje é comprovadamente errada e obsoleta!

download (1)


4- Estabeleça regras e metas a longo prazo:

Pode, e vai levar um pouco de tempo para que o seu novo cão entenda algumas coisas, mas uma vez que ele compreender, ele jamais esquecerá. Além disso, o seu novo peludo vai estar com você por um prazo enorme de tempo, anos e anos, então vale a pena colocar o trabalho em dia e reforçar diariamente as regras.

holiday-dog-adoption


5- Use diminuidores de ansiedade:

Use e abuse do famoso enriquecimento ambiental – comedouros, ossos próprios para cães, brinquedos, ou até mesmo múdica e TV – com o objetivo de manter seu novo filho ocupado enquanto você estiver ausente. Essa dica é principalmente para quando você precisar se ausentar por várias horas. Cães são brilhantes e inteligentes e precisam de atividade física e estimulação mental. Um comedouro Pet Fit, uma Pet Ball, que além de manter seu cachorro ocupado, oferece um enriquecimento ambiental incrível.

images (7)

6- Usar reforço positivo:

Assim como as pessoas, os cães que estão estressados ​​ou ansiosos não aprendem bem. Eles precisam estar calmos e focados para realmente interagir com você e aprender o que você está tentando ensinar.

Lembre-se: quando você está ensinando o cão um truque ou comportamento desejado, não é só ele que aprende e ganha com isso. Cerca de metade da aprendizagem real é voltada positivamente para você, se conseguir descobrir a melhor forma de interagir com ele, isso tornará o laço entre vocês mais forte ainda.

images (8)


Temos uma equipe pronta para te ajudar, nos conte mais sobre o seu pet 🐶🐱

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone

 Dog Walker (Passeio) Pet Sitter (Visita) Hospedagem familiar

Nos conte mais sobre seu peludo

Comente com Facebook
2 Comments
  • Pamela

    Responder

    Bom dia!!

    Eu resgatei uma cadelinha na rua ela é ainda meio bebe, nao teve nem o primeiro cio é misturada com boxer, mas estamos tendo um problema muito serio, ela tem 2 meses comigo e ate entao eu nao trabalhava agora comecei a trabalhar e ela tem arrumado diversas formas de fugir, puxar as roupas do varal, destroi as vassouras vira o galao de lixo ate que se machucou muito feio tentando pular

    • Pet Anjo

      Bom dia Pamela, tudo bem?
      Antes de mais nada, PARABÉNS por ter resgatado a cadelinha.
      Esse comportamento dela é totalmente “natural” quando o pet fica muito tempo sozinho em casa. É muito provável que ela esteja sofrendo de Ansiedade de Separação.
      Nós fizemos um post sobre Ansiedade de Separação que você pode conferir neste link: http://goo.gl/XvXvri
      Qual a frequência de passeios da sua pequena? Sem dúvida uma rotina de passeios bem conduzidos ajudarão a amenizar esse tipo de comportamento.
      Você pode encontrar Dog Walkers próximos à você em: http://www.petanjo.com
      Qualquer dúvida, estamos à disposição.
      Abraços!

Leave a Comment