Como acabar com as pulgas

como-acabar-com-as-pulgas-do-meu-cachorro

Como acabar com as pulgas

As pulgas são os parasitas externos mais comuns em cães e gatos. São insetos sem asas que se alimentam de sangue, podem saltar até 1 metro de altura e são muito persistentes no meio ambiente. Eles adoram um clima quente e úmido, por isso temos muito no verão brasileiro (a temperatura ótima para as pulgas é entre 21 e 26 graus). Elas podem viver por até 12 meses e durante esse tempo, podem produzir milhões de descendentes.

Como você sabe se seu pet está com pulgas?

A barriguinha, a base da cauda e a cabeça, são os lugares mais fáceis e comuns pra gente encontrar as malditas pulgas. Num pet com pulgas, a gente vai encontrar os “cocos da pulga” na pelagem das costas (pequenos “grãozinhos de areia” pretinhos) e os ovos da pulga (minúsculos, grãozinhos brancos).
E dependendo, podemos ver perda de pelo, o pet se coçando, se arranhando, lambendo e até mordendo a pele, pequenos machucadinhos avermelhados (sinais de dermatite alérgica), escaras e até anemia.

Como acabar com as pulgas

Alguns animais, ainda, têm DAAP (dermatite alérgica à mordidas de pulga), e têm uma reação terrível nem que seja uma única picada. Além disso, as pulgas podem transmitir parasitas internos, como o Dypilidium (um cestóide parecido com a tênia).
As pulgas adultas passam a maior parte de suas vidas no animal, na postura dos ovos no pelo do animal. E esses ovos vão cair nos tapetes, estofados, cama, roupas, caminha do pet, etc. As pulgas adoram se esconder em áreas úmidas e sombrias. Então, por mais que você faça a aplicação de medicamentos na frequência correta, seja pipeta, seja, comprimido, spray, as pulgas se mantêm no ambiente, e também são facilmente trazidas do exterior. Se você não fizer um tratamento completo, com outras medidas além do medicamento, você não vai conseguir acabar com as pulgas em sua casa e seu pet!

O que fazer?

como acabar com as pulgas em 5 passos

NO PET:

1 –  Uso de medicamentos: O uso correto de um medicamento específico em cada pet, recomendado pelo seu veterinário! Não existe um medicamento bom para todos os casos. Dependendo da saúde do pet, do lugar onde vive, da rotina, dos tutores, da região, do grau de resistência das pulgas, o médico veterinário vai indicar o melhor medicamento. Lembrando que é indispensável seguir à risca as recomendações do produto, especialmente de dose e frequência de aplicação. E não se deve usar produto de cão em gato e vice e versa.
2 – Banhos regulares (banho normal mesmo) pra retirada das pulgas com pente fino (elas ficam parecendo mortas, fácil de tirar) – especialmente na região da cabeça e anus, que é onde as pulgas ficam no banho com bastante espuma.
3 – Prevenção com coleira anti-pulga
4 –  Prevenção com escovação semanal com pente fino, que prende as pulgas, e podem ser retiradas com a mão.

NO AMBIENTE:

1 – Aspiração completa da casa, parte interna e externa – cada cantinho! O seu melhor amigo nessa luta é um bom aspirador! Aspire no mínimo uma vez por semana toda a casa, os cantinhos do rodapé, as frestas do piso (especialmente se for de taco e carpete), os tapetes, estofados, móveis, a varanda, o piso de cimento da garagem, do quintal, etc. E não esqueça do cantinho dos pets: a caminha, cobertorzinho… esses são locais super importantes para aspirar! E não esqueça de trocar o saco do aspirador, senão as pulgas vão voltar pro ambiente pelo aspirador!
2 –  Dedetização – Para casos mais graves (taco, carpete, muitos pets…), e casas com gramado infestado, pode ser necessário dedetizar mesmo (claro, tirando o pet da casa e hospedando ele fora de lá). E olha, pela minha experiência, se tiver piso de taco ou carpete com pet, considere trocar, se for possível.
3 –  Lave toda a roupa de cama e a coisinhas do pet pelo menos uma vez por semana. E se possível, lave os tapetes também.

cachorro pulguento

4 –  Uso de produtos no ambiente: produto chamado Butox no ambiente com borrifador, depois de aspirar a casa (sem os pets no local, claro! E não pode passar NO pet, é só no ambiente! Seguindo as recomendações da embalagem, claro. Alguns produtos naturais como o óleo de Neem, homeopáticos, talcos têm ação repelente e podem ajudar se pulverizados em casa para casos mais controlados!
5 –  Cuidados com exterior da casa – Mantenha o exterior da casa livre de restos orgânicos, folhas velhas, etc, que as pulgas adoram se esconder aí!

E atenção, antes de passar QUALQUER produto tópico no pet, aplique uma gotinha na parte interna da coxa ou virilha e acompanhe por 24 horas se ocorre vê reação alérgica, como vermelhidão ou coceira.
Sim, exige dedicação, como qualquer coisa boa na nossa vida! Espero que tenha gostado das dicas! Se você quer saber mais sobre como cuidar dos seus pequenos, nos acompanhe nas redes sociais e saiba quando sair post novo aqui no blog!

Como dar banho em gato

Comente com Facebook
0 Comments

Leave a Comment