Os felinos adoram ficar em ambientes com mais claridade da casa, ou seja, tomando um sol. No entanto, em temporadas mais quentes é necessário estar atento para refrescar um gato com calor.

Isso porque, os dias mais quentes podem ser perigosos aos felinos, pois eles podem sofrer com a alta temperatura.

Por isso, elaboramos dicas essenciais para que você refresque o gato com calor, além disso perceba os sinais de desconforto do felino, para que deste modo a sua saúde e bem-estar sejam mantidas durante toda a temporada de altas temperaturas.

Gato tomando sol na janela

Gato sente calor?

Quando comparado com os seres humanos, os gatos possuem uma temperatura corporal elevada. Por isso, sim, gato sente calor e podem sofrer com a hipertermia, que é o aumento da temperatura corporal.

No entanto, algumas raças podem sentir mais calor que outras, mas os cuidados são para todos os felinos.

Como saber se o gato tá com calor?

Assim como nós, seres humanos, os gatos também demonstram desconforto ao estarem com calor, dessa forma, os tutores devem sempre compreender a linguagem corporal dos gatos. Portanto os sinais de um gato com calor que devem ser observados são:

– Se lambe mais do que o habitual;

– Língua de fora;

– Salivação intensa;

– Respiração ofegante;

– Hiperventilação;

– Vômitos;

– Falta de apetite;

– Apatia;

– Miados de desconforto.

Dito isso, é muito importante estar atento aos sinais de um gato com calor, e caso os sinais sejam intensos e constantes, leve o felino ao médico-veterinário com urgência, pois ele pode estar com sinais de hipertermia.

Gato se lambendo excessivamente

Sinais de hipertermia em gatos

A hipertermia é muito perigosa pois pode levar o felino a morte em poucas horas. Por isso, esteja atento aos sinais de hipertermia em gatos:

– Respiração rápida com a boca aberta;

– Vômito;

– Cansaço;

– Desorientação;

– Salivação excessiva;

– Mucosas congestionadas;

– Aumento da frequência cardíaca;

– Diarreia;

– Convulsões.

Por ser muito perigosa a saúde dos felinos, ao observar qualquer sinal, leve-o ao médico veterinário.

Mas, para evitar que o gato sinta calor e desconforto e chegue em quadros de risco, existem maneiras para refrescar o felino. Confira o que fazer quando o felino está com calor.

Gato malhado no sol

O que fazer quando um gato está com calor?

Existem alguns cuidados primordiais para garantir o conforto do gato com calor em dias de alta temperatura, confira a seguir:

Invista em boa hidratação

Ofereça bastante água ao pet e deixe potes espalhados pela casa. Além disso, prefira utilizar bebedouros para gatos com água corrente, fresca e limpa.

Gato com calor bebendo água corrente

Cuidado redobrado com os pelos

Além da escovação diária na pelagem do felino para aliviar o incomodo, uma ótima alternativa para evitar que o gato sinta desconforto com o calor, é tosá-lo.

A tosa higiênica e outros tipos de tosas são procedimentos que também são indicados para gatos com certa frequência.

Mas, a tosa deve ser feito por um profissional, uma vez que é necessário saber usar a máquina de tosar do jeito certo, assim como conhecer qual tosa é indicada para o gato de acordo com a sua raça, pelagem e ambiente onde vive.

Encontre centros estéticos especializados e agende o horário para tosar o seu gato na unidade parceira mais próxima da sua casa. Assim você garanta a saúde, bem-estar e higiene do seu felino.

Tutora penteando o pelo do gato

Gato com calor: deixe o ambiente mais ventilado

Mantenha todo o ambiente sempre fresco, com a ajuda de ar-condicionado e ventiladores. No entanto, ao utilizar o ventilador certifique-se de que o gato não terá acesso a ele.

Além disso, garanta uma boa ventilação e áreas de sombra em locais que o felino costuma tomar sol. Mas, lembre-se sempre de manter o gato em segurança, com o uso de telas de proteção em janelas, por exemplo.

Gato com calor: cuidados com a alimentação

A alimentação do gato com calor deve ser sempre fresca, isso porque, com o calor excessivo o alimento perde seu sabor e crocância, e por consequência, o gato pode não se alimentar.

Por isso, a alimentação do gato deve ser sempre fresca e uma ótima opção são os sachês para gatos, que também estimulam que o pet beba mais água.

Além disso, tem os petiscos que são uma forma de auxiliar na alimentação do pet em dias quentes, evitando um quadro de desnutrição e desidratação.

Em suma, é importante ter atenção com a quantidade e frequência oferecida. Uma vez que os petiscos não substituem a ração, seja ela úmida ou seca.

Gato com calor se alimentando

Agora que você conhece os cuidados essenciais com um gato com calor, não esqueça de observar a linguagem corporal do seu felino e garantir todos os cuidados citados acima para um verão prazeroso ao pet.

Comente com Facebook