Latidos – Como fazer o cachorro latir menos?

como fazer o cachorro latir menos

Você acorda num domingo de manhã, vê que está um dia lindo, nem muito quente e nem frio, just perfect. Você olha pro seu cachorro e sente uma vontade enorme de dar um berro “VAMOS PASSEAR!!”. Logo vem a onda de realidade. Seu cachorro não pode pisar na rua que já começa a latir para tudo e todos. Cachorros, pessoas, skates, carros, motos… Até as pobres pombas que não estão atrapalhando ninguém acabam levando um latido raivoso. Você só se pergunta: como fazer o cachorro latir menos?

 

Pois é! Essa vida de pai/mãe de cachorro não é fácil não. Você tem que saber sempre educar o seu filho animal para que possam aproveitar uma manhã tranquila no parque, na praça, na rua, até no condomínio… Para não atrapalhar os vizinjos com os latidos sem fim durante o dia. Com esse artigo vamos te ensinar a diminuir esse comportamento.

Recapitulando… No artigo passado (esse aqui) a gente te contou porque o seu cachorro deve estar latindo toda hora, lembra?

 

Mas, falando bem por cima, os principais motivos pelos quais o seu cachorro pode estar latindo muito são:

 

Latido de tédio – quando o cachorro é deixado sozinho ou sem fazer nada o dia todo

Latido territorial – o cachorro late para defender seu território de algum estranho ou outro animal

Latido de solidão – o cachorro que late muito quando é deixado sozinho (ele pode estar sofrendo de ansiedade de separação). Leia esses dois artigos para se informar mais sobre o assunto! Este aqui te explica o que é a ansiedade de separação e este aqui te ensina como prevenir e parar o comportamento.

Latido de atenção – quando o cachorro late para chamar a atenção do seu dono

Latido de alerta – o cachorro late para alertar ao seu dono que algo está errado com a casa ou com alguém

Latido de “oi” ou felicidade – quando o cachorro late para recepcionar visitas ou quando o dono chega em casa

Latido compulsivo – quando o cachorro late excessivamente e repetidamente (muitas vezes por motivo nenhum, ele late pro nada)

Latido causado somente pela presença de outro cachorro – quando o cachorro late para outros cachorros só de ouví-los, mesmo que estejam na rua e ele em casa

Latido de medo – quando o cachorro se sente ameaçado e acha no latido, uma forma de proteção

Latido para alertar problemas de saúde – quando o cachorro late para tentar alertar seu dono de que algo está errado com ele

 

 

Muito bem, agora que você já lembrou os motivos pelos quais o seu cachorro pode estar latindo tanto, é hora de ver os passos para fazer o cachorro latir menos!

Siga nossas dicas e aprenda a fazer cachorro latir menos!

Siga nossas dicas e aprenda a fazer cachorro latir menos!



Como fazer o cachorro latir menos?

 

O primeiro passo para começar a solucionar o problema dos latidos  excessivos é entender qual é o tipo de latido.

Você não conseguiu determinar que tipo de latido era? Não se preocupe! Nós sabemos que nem todos nós somos veterinários especialistas em comportamento, como a nossa (super) fundadora Med Vet Carolina Rocha. Por isso, selecionamos algumas perguntas que podem te ajudar a entender qual tipo de latido o seu cachorro está fazendo e depois, bora ler sobre o que fazer para ajudá-lo!

Pergunta 1: Quando e onde ele costuma latir sem parar?

Pergunta 2: Quem ou o que é a principal causa do seu cachorro começar a latir (ou, em outras palavras, qual é o gatilho)? Tente prestar atenção ou até anotar, o que acontece ou quem está presente quando ele late.

Pergunta 3: Você sabe de algo que o seu cachorro não goste que possa estar desencadeando esse comportamento (sons, objetos, outros animais, pessoas…)?

Pergunta 4: Agora sim…  Una as respostas anteriores e reflita: por que seu cachorro está latindo tanto?

Agora que já sabe o porquê, que tal começar a ler um pouco sobre as possíveis soluções para essa dor de cabeça?

Ah, e por mais que passos abaixo sejam os mais recomendados pelos comportamentalistas e pela ciência moderna, você deve lembrar que a modificação comportamental é bastante individual. Seu cachorro pode não responder tão bem ou tão rapidamente a alguns deles. Afinal o tratamento não é milagroso! Ou seja, os resultados não virão da noite pro dia. Paciência e consistência!

Aqui vai uma lista de 6 passos e exemplos muito úteis para você quiser ensinar o cachorro latir menos, sem utilizar punições: 

1- Não o motive

Provavelmente, o seu cachorro recebe algum tipo de motivação, reforço quando ele começa a latir para tudo. Você dá atenção, o pega no colo, começa a brigar ou gritar. Isso para ele pode ser um reforço. O ato de latir, por si só, já é auto-reforçador, libera energia, acaba sendo entusiasmante para o animal!

ex: Seu cachorro adora ficar em cima do sofá da sala olhando pela janela e latindo para as pessoas que passam na calçada.

O que motivará ele a continuar latindo? –> você o pegar no colo ou gritar “PAAAAARA, FICA QUIETO”

O que você pode fazer para diminuir esse comportamento? –>  tire-o de cima do sofá caso ele esteja em cima dele latindo, feche as cortinas, ou deixe-o em um cômodo que não tenha nada que ele possa subir para latir para as pessoas na rua. Ah, e reflita se o seu cachorro não está senda nada pra fazer. É muito comum animais com tédio, que não tem exercícios ou estimulação mental, começarem a latir… É a única coisa que eles podem fazer!

 

 

2- Ignore-o

É difícil ignorar latidos sem fim, a gente sabe.  Mas você DEVE ignorar o seu cachorro enquanto ele late, leve o tempo que levar até ele parar. Não grite com ele, não toque-o e nem olhe para ele. Qualquer movimento seu em direção a ele será entendido como um agrado ou um “muito bem, isso, late mais!” e não é isso que queremos, né?! Quando ele parar de latir, mesmo que seja por uns 2 segundos, só para recuperar o ar, recompense-o MUITO. Pode ser com um carinho ou com uma brincadeira, ou até um petisco que você tenha por perto.

Esse método leva tempo e bastante paciência! Esteja atento ao timing: precisa reforçar quando ele pára de latir. Você deve esperar o seu cachorro parar de latir para, então, você o recompensar. Não importa o quanto demore.

Se ele latir por uma hora, e você achar tãããããão irritante que não aguenta mais e grita com ele, na próxima vez ele latirá, provavelmente, por uma hora e meia. Seu cachorro entende que se ele latir pouco, você o ignora, mas se ele latir por horas, você se irrita e dá atenção a ele.

ex: Seu cachorro late quando está dentro de um quarto ou quando você está fazendo algo que ele queira.

O que motivará ele a continuar latindo? –> você gritar com ele ou abrir a porta para que ele saia do quarto.

O que você pode fazer para diminuir esse comportamento? –> quando ele estiver dentro de um quarto com você, a porta estiver fechada e ele começar a latir para sair, vire de costas e ignore-o. Assim que ele parar de latir, vire e agrade ele. Uma vez que ele entendeu que ficando quieto ele ganha carinho, aumente o tempo exigido para ele ficar quieto antes de ganhar qualquer carinho ou recompensa.

 

O seu cachorro precisa saber que o latido dele não é uma forma de chamar a sua atenção!

O seu cachorro precisa saber que o latido dele não é uma forma de chamar a sua atenção!

 

3- Desafie seu cachorro a vencer seus medos

Aos poucos, muito aos poucos, vá acostumando o seu cachorro ao que gera medo ou agressividade.

Comece com o gatilho a uma certa distância, longe o suficiente para que ele veja o estímulo (a coisa, pessoa…) mas não se sinta ameaçado a ponto de latir. Se ele não latir, recompense-o.

Com tempo, comece a ir um pouco mais em direção ao gatilho, alguns poucos centímetros de aproximação já bastam. Se ele não latir, recompense-o. Recompense o silêncio, a calma.

Mas não tenha pressa! você não quer passar do gatilho, não quer que ele mostre qualquer sinal de desconforto.

Dica: Se o gatilho sair da vista do cachorro, pare de recompensá-lo. Queremos que ele associe o gatilho com a recompensa. Ou seja, cada vez que o gatilho aparece e ele se comporta com calma, ele ganha alguma coisa. E dê uma coisa MUITO gostosa! Não basta um pouco de ração.

ex: Seu cachorro late muito para outros cachorros

O que motivará ele a continuar latindo? –> você gritar com ele com ele ou puxá-lo pela guia

O que você pode fazer para diminuir esse comportamento? –> você tem algum amigo que tenha um cachorro calmo? Se sim, ótimo, chame ele para ajudar! Leve os cachorros para um lugar quieto e comece o treinamento: peça para seu amigo aparecer com o cachorro (bem longe de você). Fique a uma distância grande, que não faça seu cão latir ou mostrar sinais de desconforto, mas que esteja vendo o outro cão). Sempre que seu cachorro ficar calmo, recompense-o com elogio, carinho e um super petisco. Depois, com muita calma, vá indo em direção ao outro cachorro passo por passo, sempre lembrando de recompensá-lo quando ele mantiver a calma.

 

Nunca force a aproximação: seu cachorro tem o tempo dele e tudo dará certo se você respeitar isso.

Nunca force a aproximação: seu cachorro tem o tempo dele e tudo dará certo se você respeitar isso.

 

4- Ensine o seu cachorro o comportamento “calmo”

O primeiro passo para esse pedido, é ensinar o seu cachorro a latir quando você o mandar… Calma, nós não enlouquecemos!

É assim mesmo. Ensine seu cachorro o comportamento “lata”. Espere que ele lata umas duas ou três vezes e dê um biscoito, sem nem falar o “lata”. Continue o processo, e depois comece a falar “lata” quando ele começar a latir.

Depois que ele aprendeu o comportamento de latir após seu pedido, ensine-o o comando “calma”.

O processo é exatamente o mesmo, leve-o até um local quieto e calmo. Peça o latir com o “lata” e, em seguida, diga “calma” e espere que ele pare de latir. Assim que ele parar, você dá para um petisco delicioso. Repita o processo até que ele consiga parar de latir assim que ouvir “calma”.

ex: Alguém chega na porta

O que motivará ele a continuar latindo? –> se você sair correndo para acalmar o seu cachorro, pegá-lo no colo ou trancá-lo em um quarto, abrir a porta… Isso só aumentará a certeza dele de que quando ele late coisas boas acontecem.

O que você pode fazer para diminuir esse comportamento? –> que o seu cachorro vai à loucura quando a campainha toca não é segredo, né. Mas aqui você tem que ser firme, ignore a porta e concentre-se no seu cachorro.

Você o ensinou os comandos “lata” e “calma” em um ambiente calmo e vazio, agora é a hora de testar! Mesmo com a visita na porta, concentre a atenção do seu cachorro em você e peça o “calma” quantas vezes forem necessárias. Assim que ele parar de latir, recompense-o com o petisco gostoso. E só depois, quando você sentir firmeza na calma dele, abra a porta para a visita.

Tente ensinar comandos para que o seu cachorro seja mais educado!

Tente ensinar comandos para que o seu cachorro seja mais educado!

 

5- Desvie a atenção

Quando seu cachorro começar a latir desesperadamente, tente mudar o foco da atenção dele – o que os profissionais chamam de redirecionar. Use brincadeiras, comportamentos que ele já tenha aprendido…

ex: Alguém chega na porta

O que motivará ele a continuar latindo? –>  se você sair correndo para acalmar o seu cachorro, pegá-lo no colo ou trancá-lo em um quarto… Isso só aumentará a certeza dele de que quando ele late coisas boas acontecem.

O que você pode fazer para diminuir esse comportamento? –> mostre um petisco e deixe na cama dele ou em algum lugar da casa que ele gosta muito, como em cima do sofá ou perto das cadeiras, e peça para ele pegar o petisco. Assim que ele deitar e começar a saborear o petisco, vá abrindo a porta devagar. Se ele levantar ou começar a rosnar, feche a porta imediatamente. Repita o processo até que ele se acostume com a porta abrindo e continue na caminha dele comendo o petisco.

Com o tempo, procure aumentar a dificuldade, peça para alguém tocar a campainha quando o cachorro estiver calmo e na caminha. Veja se ele permanece calmo, se sim, recompense-o, se não, comece o processo novamente, provavelmente você muito muito rápido.

 

 

6- Ocupe o tempo do seu cachorro

Você também fica com o estresse lá em cima quando não tem nada para fazer, não é? O seu cachorro é a mesma coisa!

Certifique-se que ele está tendo uma dose suficiente de exercício físico e mental por dia. Um cachorro cansado e exercitado é um cachorro quietinho, feliz e muito mais educado, pode acreditar.

Dependendo da raça, idade e tamanho, o seu cachorro pode precisar de mais, ou menos, exercício. Mas ele SEMPRE precisará de caminhadas de cerca de 1 hora e brincadeiras. Caso esse seja o caso do seu cachorro, procure passear mais com ele, contratar um dog walker profissional e deixá-lo mais estimulado mentalmente. Um cachorro cansado e ocupado é menos propenso a latir de tédio ou frustração.

O que motivará ele a continuar latindo? –> você correr pela casa toda com ele quando chega em casa do trabalho durante uns 5 minutos e depois já ir tomar seu banho, deitar e ver o Zé Alfredo na novela. Além de gastar o restinho de energia que você tinha, só deixará ele mais agitado e com mais necessidade e vontade de brincar de verdade, correr, passear e ser estimulado.

O que você pode fazer para diminuir esse comportamento? –> você pode reajustar o seu tempo para passear mais com seu cachorro, umas duas ou três vezes por dia por pelo menos 40 minutos (se não tem tempo para isso, o que é bem provável, pense em contratar um dog walker profissional), oferecer brinquedos enriquecedores e fazer com que ele tenha desafios, como a famosa pet ball que permite que você coloque ração dentro dela e role-a para fazer seu cachorro comer a ração de forma divertida e desafiadora.

Você pode oferecer enriquecimento ambiental para ele! Uma ótima oportunidade de fazer seu cachorro mais saudável, tanto mentalmente quanto fisicamente. Pensando nisso, nós, junto com a nossa fundadora Médica Veterinária Carolina Rocha – especialista em comportamento animal, preparamos um ebook gratuito sensacional para você, com dicas práticas para te ajudar a tratar os problemas comportamentais, melhorar a saúde e diminuir o estresse do seu pet. Clique aqui apara baixar gratuitamente o ebook!

Ocupar o tempo do seu cachorro com certeza vai te ajudar afazer o cachorro latir menos!

Ocupar o tempo do seu cachorro com certeza vai te ajudar afazer o cachorro latir menos!

 

 

[info_box color=”blue” width=”100%” float=”left” text_align=”left”]

Sobre coleiras anti latido

Existe uma variedade enorme de coleiras feitas “para te ajudar” na tarefa de ensinar o seu cachorro, como: coleira sonora (quando o cachorro late, ela emite um som muito alto que só eles são capazes de ouvir), coleira de choque  (o nome já diz tudo, coleiras que dão choque nos cachorros quando eles latem) e coleira de citronela (essas coleiras soltam um spray de citronela na cara do cachorro quando ele late).

Pra começar, vamos lembrar que essas coleiras são consideradas métodos punitivos e que tais métodos NUNCA devem ser usados. Além de machucarem o cachorro de uma forma cruel e totalmente desnecessária, elas não funcionam pelo simples motivo de: o seu cachorro não aprende a fazer o certo e nem porque o que ele está fazendo é errado. Muitas vezes ele nem entende que é errado. Ele só está morrendo de medo pois sabe que a qualquer momento irá sofrer um choque ou susto, que o trará muito, muito estresse.

Ok, eu entendi que machuca. Mas por que não posso usar?

E precisa de mais? Machucar um animal NUNCA é a solução! Mas, ok, vamos aqui com uma lista de 6 motivos pelos quais não devemos usar coleiras punitivas para tentar solucionar os problemas dos nossos cachorros:

  1. Esse tipo de treinamento é chamado de punição, pelo fato de o cachorro ser punido se latir (algo ruim é adicionado ao ambiente). Punir como forma de tratamento não é nem um pouco eficiente, pois os cachorros não associam a punição com o comportamento dele, ele só sabe que aquilo machuca. E ainda mais, não aprende o que deve fazer ao invés de latir.
  2. Esse tipo de treinamento não é eficaz pois, além de o cachorro não associar o comportamento a punição, ela simplesmente mascara o problema. Você nunca saberá o real motivo de o seu cachorro estar latindo tanto (e ele pode estar só tentando te avisar que alguém está invadindo o quintal ou que a barriga dele dói muito).
  3. Foi provado cientificamente que os cachorros, depois de um tempo, acostumam com a dor e o efeito do colar e, assim que eles latem,  já se preparam para receber o choque e voltam a se comportar assim. A gente se acostuma até com as coisas ruins da vida, né? Muito triste.
  4. Cachorros latem. Disso qualquer um sabe. Quer dizer… qualquer um não, a coleira anti latido aparentemente não sabe! Latir é um comportamento da natureza canina, mas a coleira é programada para punir qualquer tipo de latido. O que quer dizer que ela não diferencia entre um latido de problema comportamental e um latido de felicidade ou natural.
  5. Sobre as coleiras sonora e de citronela: cachorros têm os sentidos do olfato e da audição muito mais aguçados que os nossos. O que é um som imperceptível para nós, é uma bateria de escola de samba para eles. O que é um cheirinho cítrico para nós, é um cheiro que impregna todo o sistema olfativo e prejudica a cognição.
  6. Esses dispositivos causam um estresse tão grande que são capazes de enlouquecer, machucar e até matar um cachorro. Veja os artigos científicos abaixo.

O tratamento de comportamentos incômodos, como latidos excessivos, deve começar pelo básico: determinar a causa do problema e, em seguida, tentar resolvê-la através de técnicas modernas baseadas em ciência.

É um passo super importante buscar pelo seu veterinário de confiança, preferencialmente um da área comportamental e pedir ajuda. Sempre busque profissionais da área, como adestradores que usam métodos de treinamento baseados em recompensa, nunca um especialista que machuca seus clientes. Ele irá avaliar o comportamento do seu cachorro e te dar conselhos: como a melhor forma de agir e tratar o problema do seu cachorro. Afinal, o cachorro também está sofrendo latindo desse jeito desesperado! É triste como as pessoas não se colocam no lugar do animal…

Ah, e não somos apenas nós que estamos falando, segue alguns (dos vários) links de artigos científicos comprovando que os colares punitivos não são recomendados:

Link 1 – The use of shock collars and their impact on the welfare of dogs: A review of the current literature. Emily Blackwell and Rachel Casey Department of Clinical Veterinary Science University of Bristol 2006.
Link 2 – Training dogs with help of the shock collar: short and long term behavioural effects. Matthijs B.H Schilder e Joanne A.M van der Borg. Applied Animal Behaviour Science. 2004.

Link 3 – Survey of the use and outcome of confrontational and non-confrontational training methods in client-owned dogs showing undesired behaviors. Meghan E. Herron, Frances S. Shofer, Ilana R. Reisner. Applied Animal Behaviour Science. 2009.

Link 4 – Clinical signs caused by the use of electric training collars on dogs in everyday life situations. E. Schalke, J. Stichnoth, S. Ott, R. Jones-Baade. Applied Animal Behaviour Science. 2007.

[/info_box]

 

A coleira anti latido nunca é a opção!

A coleira anti latido nunca é a opção!

 

 

Recapitulando e adicionando:

Sabemos que todos os cachorros são diferentes uns dos outros e que nem todos os tratamentos acima funcionarão para todos os cachorros.

Por isso, aqui vai uma lista, só para recapitular tudo que foi falado no artigo e para informar mais alguns métodos que pode ajudar a você e, principalmente, o seu cachorro com esse problemão:

  • Mantenha as sessões de treinamentos que você tiver com seu cachorro sempre muito ativas e positivas, nada de gritos ou broncas, lembre-se que, assim como você, ele ainda está em fase de aprendizado.
  • Forme uma equipe de treinamento: não adianta você gastar todo o seu tempo ensinando o seu cachorro e quando seu filho for passear com o cachorro, ele dar bronca e, mesmo que sem querer, estimular o comportamento que você está trabalhando tanto para extinguir.
  • Seja consistente, cachorros são iguais a crianças, eles aprendem por repetição. Não adianta nada você fazer todo o treinamento certinho em um dia e no outro você gritar junto com o seu cachorro. Ele ficará confuso e continuará latindo.
  • Lembre-se que cachorros precisam estar estimulados o tempo todo, exercícios e enriquecimento ambiental são ESSENCIAIS!
  • Pense que, tanto quanto você odeia ouvir, seu cachorro odeia ter que latir toda hora, então evite estresse desnecessário para vocês dois, além de deixar vocês mais felizes, vai tonar o passeio ou o tempo juntos muito mais agradável.
  • Ensine alguns truques para o seu cachorro, assim você pode usá-los para brincar com ele e desviar a atenção de um possível gatilho que fará ele latir por um bom tempo
  • Um dos comandos mais importantes para ensinar ao seu cachorro é o “junto”. Com ele você pode evitar situações bem desagradáveis e, caso uma dessas situações já tenha começado, conseguir por um fim rapidamente
  • Reforce positivamente SEMPRE! Quando o seu cachorro fizer algo que você goste, não deixe passar, recompense-o com algum elogio num tom de voz alegre, dê um petisco, um carinho e sempre sorria 🙂 Não se esqueça de ensinar o pedido “calma”, funciona bem! Sempre que o seu cachorro começar a latir, espere que ele pare e dê um petisco ou carinho e sempre repita “calma” bem claro e pausado, assim ele associa.
  • Sempre teste o limite do seu cachorro, siga os passos da dica 3 e sempre recompense-o!
  • Lembre que o seu cachorro pode estar latindo por que ele está com medo. Procure trabalhar esse medo antes de qualquer etapa!
  • Por mais que seu cachorro lata incessantemente, ele também adora ficar calminho do seu lado enquanto você lê um bom livro, sempre que ele estiver calmo, seja mais amável, faça mais carinhos e sorria mais! (a dica do sorriso é sempre muito boa, eles não entendem nossas palavras, mas entendem nossas expressões e nosso tom de voz!)
  • O uso do colar anti latido é totalmente desnecessário e, acreditem, não fará nenhum efeito. Aliás, até fará, ele vai aumentar o medo e o estresse do seu cachorro. Nós da Pet Anjo não usamos nenhum tipo de colar de punição, tanto de choque, ultrassom, spray de citronela, alarme ou o anti latido, aqui os animais são tratados e ensinados com amor e ciência!

 

como fazer o cachorro latir menos 3

Seu cachorro está latindo por um motivo, escute-o e ajude a vocês dois!

 

Nós ajudamos também!

Nós A-D-O-R-A-M-OS receber depoimento dos nosso clientes. Sabemos que é significado de um trabalho feito com muita dedicação e muito muito muito muito carinho! Olha só o que a Miriam nos mandou! Dog Walker de qualidade excepcional, segurança e confiança <3

O serviço de passeio oferecido pela Pet Anjo é um dos métodos muito eficazes para ajudar seu cachorro no tratamento de latir menos! ;)

O serviço de passeio oferecido pela Pet Anjo é um dos métodos muito eficazes para ajudar seu cachorro no tratamento de latir menos! 😉


Temos uma equipe pronta para te ajudar, nos conte mais sobre o seu pet 🐶🐱

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Seu telefone

 Dog Walker (Passeio) Pet Sitter (Visita) Hospedagem familiar

Nos conte mais sobre seu peludo

Comente com Facebook
0 Comments

Leave a Comment