Os tutores de gatos são muito apegados ao pet, e, por isso, ao planejar uma viagem, muitos acabam aderindo à ideia de viajar com gato.

No entanto, levar o gato para viajar apesar de parecer muito divertido, representa alguns desafios. Confira abaixo tudo que você precisa saber antes de viajar com gato, para que seja uma experiência confortável e sem estresse para o felino.

tutor indo viajar com gato

Afinal, gato gosta de viajar?

Os gatos são muito carinhosos, divertidos, engraçados e independentes. Além disso, eles adoram seu conforto e comodidade. Por isso não se sentem bem quando estão fora de um local conhecido.

Em vista de sua personalidade, levar o gato para viajar pode ser significado de situações complicadas. Isso porque, eles podem ficar muito estressados e desconfortáveis com o novo ambiente.

Então, de modo geral, o indicado é não levar o gato para viajar. A menos que ele seja acostumado e já tenha tido experiências tranquilas com viagens.

Mas, se o seu felino não for acostumado a viajar, evite proporcionar experiências ruins a ele. Para te ajudar, preparamos algumas alternativas para viajar sem o gato, confira a seguir!

gato dentro do carro

Deixar o gato em casa durante uma viagem

Sem sombras de dúvidas já foi estabelecido que o melhor ambiente para o gato é sua própria casa. Por isso, não levar o gato para viajar é a opção mais indicada por médicos-veterinários.

Mas, é importante lembrar que ao viajar o tutor não deve deixar o gato sozinho nem deixar sob os cuidados de alguém que não sabe lidar com o felino.

Por esse motivo, a melhor escolha, segura e mais confortável para o felino, é a contratação de um Pet Sitter, que vai fazer visitas diárias para garantir todos os cuidados que um gato necessita. Como por exemplo: limpar a caixa de areia, trocar a água e colocar a ração.

Se for necessário, o Pet Sitter para gato também cuida da administração de remédios e curativos.

Além disso, o profissional Pet Sitter vai garantir que o gato receba atenção, amor e brinque bastante.  Afinal ele, apesar de ser um animal, de certa forma, independente, com certeza o pet vai sentir saudade dos tutores e, provavelmente estará com tédio.

Profissional Pet Sitter dando carinho para o gato

É permitido viajar com gato?

Considerando que o seu gato tem um perfil tranquilo para viajar, saiba que sim, é permitido viajar com gato, seja de avião, carro ou ônibus.

Mas existe uma série de cuidados e leis a serem respeitadas para que a segurança do felino seja mantida.

O que é preciso para viajar com um gato?

De modo geral, para cada tipo de viagem ou meio de transporte serão necessários alguns itens e medidas de segurança essenciais. confira a seguir:

Hospedagem pet friendly:

Durante o planejamento da viagem, e ao decidir viajar com gato, tenha certeza de que a Hospedagem é pet friendly. Ou seja, que seja um local preparado para receber pet. Assim evita-se qualquer tipo de problema ou desconforto.

Visite um veterinário:

Antes de decidir viajar com gato, é necessário levar o pet ao médico-veterinário. Isso porque, o profissional precisa fazer uma análise no animal e saber qual é a cidade de destino. Para então, sinalizar os cuidados especiais, caso seja necessário.

Além das indicações do médico-veterinário, a visita ao especialista é de suma importância. Pois em algumas regiões possuem maior incidência para determinadas doenças. E se for o caso, o especialista indicará alguma vacina de acordo com a carteira de vacinação do animal.

Caixa de transporte:

Para evitar fugas durante o transporte, o felino deve ser levado em uma caixa adequada para o seu tamanho.

Coleira para gatos:

Além de ajudar na identificação, ela é fundamental para garantir a segurança do felino.

Brinquedos de gatos:

Uma ótima maneira de evitar o desconforto do animal, é levar os brinquedos prediletos dele para que ele possa se distrair.

tutora de malas prontas indo viajar com o gato

Ração e petiscos:

Muitos felinos possuem seus gostos individuais para rações e petisco. Por isso, para garantir uma boa alimentação e menos estresse ao gato, não esqueça de levar a ração e o petisco predileto do seu peludo.

Remédios para gatos:

Para casos de tratamentos já iniciados, emergências, e pelo fato de estar longe de casa, leve os remédios prescritos pelo médico-veterinário para o seu gato.

Kit de primeiros socorros:

Por mais que o esperado seja não ter que passar por essa situação, saber os procedimentos de primeiros socorros e ter um kit é essencial.

Plaquinha de identificação para gatos:

Considerada um item de suma importância na segurança dos animais, a plaquinha de identificação deve estar sempre atualizada e junto ao animal.

Garanta um ambiente seguro e confortável:

Ao chegar no destino da viagem, garanta a segurança do animal, ou seja, janelas protegidas e sem locais de fugas ou que possam causar qualquer tipo de acidente. Além disso, separe um espaço confortável para o animal.

Garanta a higiene do felino:

Os gatos são animais super limpos. Portanto, seja no destino ou durante o transporte, mantenha sempre sua higiene do gato em dia.

Agora que você já sabe todos os cuidados ao decidir viajar com gato. E, que além disso existe o Pet Sitter para garantir o bem-estar do felino.

Entre em contato com a Pet Anjo e garanta melhor escolha se quer seu animal de estimação bem cuidado e feliz na sua própria casa!

cat sitter encontrar pet anjo

Comente com Facebook